segunda-feira, 22 de agosto de 2011

MENSAGEM DE REFLEXÃO: ROMANOS 8,31

“Mas se Deus é por nós quem é contra nós? Aquele que não poupou o seu próprio filho mas o entregou por todos nós, não nos dará todas as coisas?”

Amados irmãos, como vocês sabem, hoje sou padre casado, faço parte da Associação Rumos (Movimento dos padres casados). Recebi esta leitura bíblica da minha esposa, e resolvi publicar em meu blog. Ela participa da Igreja Cristã do Brasil, eu, continuo católico, é o livre arbítrio. Só condeno o BATISMO das igrejas, pois, uma vez batizado no Espírito Santo, é único, não há necessidade de ser batizado novamente. O Padre, mesmo casando, ele é sempre será padre.

Desde ontem à noite este texto tomou as minhas entranhas, como diz o profeta Jeremias, a Palavra de Deus sempre consome as nossas entranhas. Diante das situações da vida, esta Palavra veio como uma alerta, um refúgio em Deus, uma segurança para minha vida.
Na verdade, sou apaixonado pelo Apóstolo Paulo, missionário itinerante, não foi por acaso que ele escreveu a comunidade dos romanos. Deus pagou um preço infinito de seu filho por nós, assim, Ele irá fornecer tudo para os que creem nele.
A minha tese de Teologia, foi sobre a missiologia de Paulo: VIDA MISSIONÁRIA. Um dia, escrevendo a minha tese fui dormir pensando: por que este homem que matou tantos Cristãos, hoje é um sinal para nós padres? A resposta veio de imediato nesta mesma carta que minha esposa me deu: “o que nos separará do amor infinito de Cristo, será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez? (Romanos 8:35-36)” Falando sobre a perseguição e assassinato de Cristãos, ele diz “todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou”. Somos mais que vencedores', que é a para a sua felicidade que um conquistador tem seus inimigo aos seus pés. “Você tem angústia, fome, nudez, perigo, perseguição, e lá estão eles, conquistados aos meus pés”. Creio que Deus está agindo em minha vida. Finalizo este comentário com uma pergunta que tem sido constante em minha vida: Se Deus quer que eu seja feliz, por que tanto sofrimento?

Texto: Redigido por Erivaldo Alcântara


3 comentários:

Anônimo disse...

Não se desespere meu irmão, Deus vai realizar grandes obras em sua vida, profetizo em nome de Jesus.

Elisângela - São Paulo

Anônimo disse...

Precisamos viver segundo a Palavra. Só isso nos Basta

Ana Lúcia - Feira

Anônimo disse...

Conheço muitos padres casados que optaram continuar servindo a Jesus como pastor de outra Igreja. Vejo que você continua católico e sua esposa evangélica. Isso não atrapalha a relação de vocês? Na Associação Rumos, estive lendo no google que as esposas acompanham seus esposo, no caso de vocês quem vai ceder. o Padre tem uma visão da Bíblia os evangélicos tem outra. Espero resposta.


Ir. Jorge na Comunidade Javé Shalom - Alagoinhas - Bahia